Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Vivaldo Costa repercute audiência sobre suicídio e anuncia novo debate para setembro

0f285a24-a527-489f-b77a-254e5d03b1d6

O deputado estadual Vivaldo Costa (PROS) repercutiu, na sessão desta quinta-feira (22), o debate sobre suicídio levantado na audiência pública promovida por ele na terça-feira (20), na Assembleia Legislativa. Vivaldo aproveitou para agradecer a presença de profissionais da saúde, como o psiquiatra Salomão Gurgel, que em sua participação ressaltou que o fechamento do hospital psiquiátrico de Caicó, já há alguns anos, faz muita falta na região.

É que, segundo Vivaldo Costa, um levantamento feito pelo Bispo Dom Antônio, de Caicó, constatou que a região do Seridó do Rio Grande do Norte, com destaque para a cidade de Caicó, tem o maior índice de suicídios de todo o país. “A cultura antiga não permitia que ninguém falasse sobre suicídio, mas hoje a gente tem que falar sobre o assunto”, afirmou Vivaldo, adiantando que fará outra audiência para debater o tema no próximo mês de setembro, período da campanha “Setembro Amarelo”, que trata de depressão e suicídio.

A audiência realizada por Vivaldo revelou as dificuldades encontradas por pacientes psiquiátricos e discutiu formas de auxílio, tanto por parte dos profissionais da saúde quanto dos gestores públicos, no combate à depressão e ao suicídio, no Rio Grande do Norte.

O médico psiquiatra Salomão Gurgel explicou durante o debate que a dor psíquica é muito maior que a física. “Quantos doentes mentais, na tentativa de fugir da dor psíquica, cortam membros, orelha, etc? E, segundo relatos de pessoas que já tentaram suicídio, no momento de um tiro ou de um enforcamento, elas nem sentem a dor física”. Ainda de acordo com Salomão, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) revelam que a taxa global de suicídio é de 16 casos a cada 100.000 habitantes. Além disso, segundo a OMS, até o ano de 2020, o número estimado de mortos por suicídio no planeta será de mais de 1,5 milhão de pessoas.

Presente à audiência, o médico Leonardo Barbosa, especialista em psiquiatria, esclareceu que em Natal a fila para consulta com um psiquiatra, pelo SUS, é de mais de quatro meses de espera. “Quando a pessoa consegue ser atendida, tem que comprar os medicamentos com o próprio dinheiro e os retornos são muito longos, impossibilitando o profissional de acompanhar adequadamente sua evolução”, declarou o médico especialista.

Nelter Queiroz elogia trabalho de comitiva potiguar na Alemanha

a0269c09-63bb-49d1-a838-0a9c5f4d9285

O deputado estadual Nelter Queiroz (PMDB) registrou, em pronunciamento na manhã desta quinta-feira (22), na Assembleia Legislativa, o trabalho da comitiva potiguar liderada pelo presidente do Sistema Fecomércio/RN, Marcelo Queiroz, que está cumprindo agenda no estado alemão da Renânia-Palatinado ao longo de toda esta semana, com foco no marketing e números do turismo na região dos rios Mosel e Reno.

“Dois problemas que me preocupam aqui no Estado são as crises pela falta de água e de emprego. E esse trabalho realizado pela comitiva, com essa visão de alavancar o turismo, vai melhorar essa situação, ajudando vários pais, mães e jovens na área do turismo. Meus parabéns à comitiva comandada por Marcelo Queiroz”, registrou Nelter. A expectativa, segundo o parlamentar, é de que o turismo do Rio Grande do Norte ganhe muito com a experiência compartilhada nessa viagem.

Além do presidente Marcelo Queiroz, do diretor Regional do Senac/RN, Fernando Virgilio, e do coordenador da Câmara Empresarial do Turismo da Fecomércio/RN, George Gosson, fazem parte da comitiva: o secretário-adjunto de Turismo do RN, Manoel Gaspar Neto; a secretária de Turismo de Natal, Christiane Alecrim; a subsecretária de Turismo e coordenadora dos polos turísticos do RN, Solange Portela; a secretária de Turismo de São Miguel do Gostoso, Janielle Linhares; a secretária de Turismo de Tibau do Sul, Elizabeth Bauchwitz; o secretário de Turismo de Serra de São Bento, Clovis Magdiel Figueiredo; o presidente da Abav/RN, Abdon Gosson; o presidente da ABIH/RN, José Odécio Rodrigues; o vice-presidente do Natal Convention Bureau, George Costa; a presidente da Emprotur/RN, Ana Maria Costa; o cônsul honorário da Alemanha no RN, Axel Geppert; o assessor da Diretoria Regional do Senac/RN, Estácio Guimarães; e o assessor de Comunicação e Marketing do Sistema Fecomércio/RN, Luciano Kleiber.

Larissa requer restaurante popular para bairro Belo Horizonte em Mossoró

0e6b64d8-7274-4cd6-bae3-2404ea07a9fe

Por considerar que o restaurante popular é uma política de segurança alimentar e nutricional de extrema importância para a população de menor poder aquisitivo, a deputada Larissa Rosado (PSB) solicitou do governo do Estado a instalação de uma unidade no bairro Belo Horizonte, na cidade de Mossoró, no Oeste do Estado.

“Embora Mossoró já conte com restaurantes populares, a cidade ainda não está totalmente assistida pelo programa. É importante a abertura de uma unidade naquele bairro em decorrência de sua alta concentração populacional” justifica a deputada Larissa.

Ela destacou o perfil de sua população, formada, majoritariamente, por trabalhadores formais e informais de baixa renda, desempregados, estudantes, aposentados e famílias em situação de risco de insegurança alimentar.

Larissa destacou ainda a importância social do programa Restaurante Popular para aquele bairro, subsidiando de modo mais efetivo as ações do Estado no combate à fome e à extrema pobreza na cidade de Mossoró, promovendo o mínimo de melhoria da qualidade de vida das pessoas beneficiadas.

Audiência pública vai debater Política Estadual de Ciência e Tecnologia no RN

d16c803e-9b63-40c1-aa73-64326e47aaca

Com o objetivo de reivindicar mais investimento para a área da ciência e tecnologia, a Assembleia Legislativa promove nesta quinta-feira (22), por proposição do deputado Fernando Mineiro (PT), a audiência pública “Orçamento público e Política Estadual de Ciência e Tecnologia no RN”. O debate acontece a partir das 15h, no auditório da Casa.

“O que vemos hoje é uma grande discrepância entre o orçado e o executado, então precisamos aproveitar melhor os recursos públicos para investir efetivamente em ciência e tecnologia”, explica o parlamentar. Segundo ele, entre 2011 e 2016 foram orçados para a área da pesquisa, ciência e tecnologia mais de R$ 253 milhões. Contudo, apenas 12% foi executado.

A audiência é fruto de encaminhamentos da reunião da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Assembleia, presidida por Mineiro, ocorrida no último dia 7. Na ocasião, o Fórum Estadual das Instituições Públicas de Ensino Superior reclamou mais orçamento para pesquisa e desenvolvimento tecnológico, mais recursos para as pós-graduações e qualificação dos docentes, além da reformulação da legislação estadual atual.

Foram convidados para o debate representantes da Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fapern), das Secretarias Estaduais de Desenvolvimento Econômico e Finanças a Planejamento e do Fórum Estadual das Instituições Públicas de Ensino Superior (UFRN, Ufersa, Uern e IFRN).

ALRN

Publicidade:
Assembleia Leg