Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

SUCESSÃO ESTADUAL: MUITAS ESPECULAÇÕES E POUCAS DEFINIÇÕES

Como a campanha eleitoral ainda não deu sua largada oficial, apenas entendimentos prelimianares, ajustes de apoios e conquista de novos espaços, tivemos a oportunidade pela 1ª vez de conversar com o senador Agripino e ouvir atentamente seus esclarecimentos. Diante do fatos do dia, fiz uma pergunta ao senador democrata, a respeito de algumas insinuações midiáticas que revelam que o senador, abdicaria da disputa da sua senatória para disputar uma eleição de deputado federal, ocupando o espaço atualmente exercido pelo filho Felipe Maia.

Ele sem titubear disse que isso, era apenas especulações dos segmentos que desejam desagregar seu nome no caminho de volta ao senado da república.
Ouvi e fiquei na minha.

Todavia, como faço formação de opinião, fiquei balançado ao ouvir o retruque que o senador deu ao radialista Régis de Sousa, afirmando que a chapa de Carlos Eduardo não estava fechada. Tendo ouvido do senador a declaração  que a vitória de Carlos Eduardo, teria consolidação com a ampliação do arco de aliança, vindo o PSDB e o PR apoiar o nome do candidato do grupo liderado por ele e Garibaldi, fiquei curioso.

Como as especulações são muitas e as definições são poucas, ainda tem muita água pra rolar por debaixo da ponte.

Como sabemos que existe um processo de negociação em aberto, como bem frisou o senador: tudo pode acontecer, em politica nada é imprevisível.

Porém, como o PSDB tem  o nome de Geraldo Melo lançado senador, quem desejar ampliar espaços tem que ceder ambiente para quem vai chegar.

Em relação ao PR as negociações com João Maia passa por outro processo, engenharia  que somente eles podem construir!

Postado por Aluizio Lacerda

Publicidade: