Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Reta Tabajara: Depois de três anos só 8% da obra foi executada

reta

Data de entrega pode ser prorrogada mais uma vez

Iniciada há quase três anos, a duplicação da Reta Tabajara segue em andamento, mas tem apenas 8% da obra concluída. O número foi repassado ao Portal No Ar pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

A obra na BR-304, que liga os municípios de Macaíba até a BR-226, que dá acesso a região Seridó, é considerada essencial para evitar os constantes congestionamentos na via. Os transtornos foram registrados, inclusive, durante o feriado da Semana Santa, quando leitores descreveram a situação.

Quem trafega na via não pode contar com a certeza de melhorias a partir de janeiro do próximo ano, que é a última data prevista para a entrega, pois de acordo com o que o próprio DNIT informou à reportagem “é provável a prorrogação desse prazo”.

A princípio, a obra estava orçada em R$ 237 milhões; “contudo com os reajustes previstos contratualmente o custo passou a ser de aproximadamente R$ 296 milhões”. Atualmente, de acordo com o DNIT, o andamento das obras é dificultado por interferências com concessionárias que ocupam a Faixa de Domínio da União.

Caso a data de entrega ultrapasse janeiro do próximo ano já será registrado mais um atraso na obra que deveria ser entregue, a princípio, em 2016. Iniciado em maio de 2014, o trabalho foi paralisado em outubro do mesmo ano em razão de rescisão contratual da empresa que prestava o trabalho. A retomada se deu quase dois anos depois.

Sobre o congestionamento narrado por internautas, o DNIT informou que a causa pode ter sido o intenso fluxo por causa do feriado. O valor investido na obra provém do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Por Ayrton Freire/Portal no Ar

Publicidade:
JC Contabil