Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

CAERN: Abastecimento será interrompido por 24h em cidades do Seridó

ABAST

Em virtude da severa estiagem que atinge o nosso Estado, as cidades de Caicó, Jardim de Piranhas, São Fernando e Timbaúba dos Batistas terão uma interrupção no fornecimento de água durante 24 horas neste domingo (07). A parada terá início às 5h, momento em que a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) interromperá o bombeamento na Adutora Manoel Torres.

O fornecimento de água será retomado na segunda-feira (08), com o bombeamento para todas as cidades atingidas. Com a medida, a Caern espera racionar a água que ainda tem disponível para prolongar o abastecimento. A empresa ressalta que nos próximos dias novas mudanças devem ocorrer no abastecimento da região com a entrada em operação da Adutora Emergencial de Caicó que está sendo testada pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

Paulo Freire – Assessor de Comunicação

Publicidade:

assú: Município promove Feira da Agricultura Familiar para apoiar os pequenos produtores

14696240558820

Uma parceria entre a Prefeitura do Assú – por meio da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação – e a Cooperativa dos Produtores de Novo Pingos (COOPINGOS) vai viabilizar a realização de uma feira itinerante voltada para a Agricultura Familiar no município. A Feira, que viverá sua primeira edição neste sábado, dia 6, vai acontecer de terça a sábado sempre em bairros diferentes da cidade, oferecendo uma opção mais sadia de alimentação e proporcionando mais uma via para escoar a produção.

Segundo o Diretor Executivo de Programas e Convênios da Secretaria de Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação, João Batista Kennedy, o projeto vai beneficiar 20 (vinte) famílias de agricultores familiares que já estão produzindo e mais 05 (cinco) famílias entre artesãos e pessoas que trabalham com alimentação que deverão participar da iniciativa. Ele enalteceu a importância da Feira ao criar oportunidade de exposição e comercialização dos produtos agrícolas orgânicos.

O ponto de partida será neste sábado, com a estrutura física montada ao lado da agência do Banco do Nordeste, Centro, das 6 às 11 horas. Na próxima terça-feira, dia 9, a Feira da Agricultura Familiar acontece ao lado da Praça de Eventos Radialista Jota Keully, bairro Vertentes. Na quarta-feira, dia 10, é a vez de o bairro Frutilândia receber a realização. Na quinta-feira, dia 11, a Feira estará ao lado da Central do Cidadão, na Cohab. E, na sexta-feira, dia 12, em frente ao Centro Administrativo Prefeito Edgard Borges Montenegro, sempre no horário de 6 às 11 horas.

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:

Deputada Márcia Maia defende investimentos no Vale do Açu e união de gestores por avanços

mf1

mf2

A deputada estadual e socióloga Márcia Maia defendeu a união dos gestores e municípios para promoção do desenvolvimento regional durante sua participação no I Fórum Social e Sustentável do Vale do Açu, realizado na cidade de Macau, no Porto de Ama, nesta sexta-feira (05).

O encontro reuniu gestores e lideranças políticas de 11 cidades, nove deles da região do Vale, e debateu os entraves e as alternativas para impulsionar o desenvolvimento econômico e social na região. “O Governo Estadual, as Prefeituras e as empresas precisam se unir num grande pacto pelo avanço da região. É preciso compreender que incentivar o desenvolvimento econômico é oferecer oportunidades para as pessoas”, defendeu a socióloga.

Márcia destacou ainda a necessidade de investimentos na região, como a instalação de leitos de UTI, a criação de um entreposto da Ceasa e a geração de emprego e renda através da capacitação profissional focada nas atividades desenvolvidas na região.

As cidades de Alto do Rodrigues, Assú, Carnaubais, Ipanguaçu, Itajá, Jucurutu, Pendências, Porto do Mangue, São Rafael, Guamaré e Macau tiveram representação no evento.

“É importante o debate para buscar ações que resultem num ciclo de crescimento econômico regional sustentável, já que a região possui um imenso potencial para atividades ligadas ao agronegócio, exploração de gás natural, minerais e a indústria de energias renováveis”, afirmou a deputada.

De acordo com levantamento do IBGE, entre 2002 e 2012, a riqueza produzida na região se aproximava de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB) estadual. “O Vale do Açu é uma região estratégica para a economia do RN no curto, médio e longo prazo. Apenas com os incentivos necessários, a região poderá transformar suas potencialidades em desenvolvimento econômico, social e, claro, humano para a população da região”, concluiu.

Além da deputada Márcia, participaram da mesa de abertura os prefeitos Gustavo Soares (Assu) e Túlio Lemos (Macau), ex-prefeito Afonso Lemos, presidente da Câmara Municipal de Macau, Jaílton Medeiros “Pintinho”; o coordenador do Fórum do Vale do Assu, Luizinho Cavalcante e o deputado George Soares.

Assessoria de Imprensa
Bruno Araújo – JORNALISTA

Publicidade:

Reumatologista alerta para volta de casos de Chikungunya em Mossoró

ramon

Doença que vem causando muita preocupação aos brasileiros nos últimos anos, a chikungunya volta a incomodar em algumas regiões do país. Só para se ter uma ideia, os casos da doença no estado do Ceará tiveram um aumento de 21% em apenas uma semana no final do mês de abril. Com sintomas de febre, dor nas articulações, dor muscular e dor de cabeça, é necessário estar muito atento aos primeiros sintomas para evitar que a doença se torne crônica e o tratamento fique mais complicado.

Além de fazer alertas, o Reumatologista Adolpho Medeiros frisou que fatores naturais favorecem para que os casos voltem a aumentar, e por isto faz um alerta aos mossoroenses. “Se deve evitar o uso de antiinflamatórios e corticoides na fase aguda, que são os primeiros 15 dias. As condições climáticas e ambientais favorecem a proliferação do vetor, tendo em vista que o ciclo de reprodução do mosquito é encurtado”. Em Mossoró, o carro fumacê começou a circular a partir da quarta-feira passada, visando intensificar o trabalho de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Mesmo assim, Dr. Adolpho explica que a melhor forma de combate é a prevenção.

“O carro fumacê tem a sua importância, mas o principal meio de combate é o de acabar com os criadouros, como por exemplo manter a caixa d’água bem fechada, além de tonéis e barris. É importante também trocar a água dos vasos de plantas. São ações que parecem pequenas, mas de suma importância para evitar a proliferação do vetor”, falou, indicando também o que deve ter feitos ao sentir os primeiros sintomas.

REUMATOLOGIA

No Brasil, os primeiros relatos de chikungunya foram confirmados em setembro de 2014 e, até a semana epidemiológica, já haviam sido registrados 236.287 casos prováveis, sendo 116.523 confirmados sorologicamente. As mudanças ambientais causadas pelo homem, crescimento urbano desordenado e o número cada vez maior de viagens internacionais tem sido apontado como os fatores responsáveis pela reemergência de epidemias em grande escala. Caracterizada clinicamente por febre e dor articular na fase aguda, em cerca de metade dos casos existe evolução para a fase crônica (além de três meses), com dor persistente e incapacitante.

Em situações de epidemia, diante de um quadro agudo de febre, a possibilidade de chikungunya deve ser fortemente considerada. No entanto, outras doenças febris agudas devem entrar no diagnóstico diferencial, principalmente diante de casos graves ou atípicos.

De acordo com o protocolo de tratamento da febre do chikungunya elaborado pela Sociedade Brasileira de Reumatologia, até 14 dias a doença está na fase aguda. De 15 a 3 meses subaguda, e acima de três meses crônica. Para que o paciente esteja na fase crônica, existem alguns critérios, como por exemplo febre maior que 38,5° e artrite intensa de início agudo não explicada por outras condições médicas. “Por estes motivos é altamente recomendável a busca por um reumatologista, evitando assim a automedicação”, finalizou Dr Adolpho.

RAMON NOBRE

Assessoria de Imprensa

Publicidade:
JC Contabil

ASSÚ: A RÁDIO DE LUCÍLIO PERDEU A COMPOSTURA E AGORA É GOVERNO DESDE CRIANCINHA

decadenciarg12

Diferente da campanha eleitoral do ano passado, onde perseguições eram constantes a  aliados do deputado George Soares, a rádio AM de Assú, mais conhecida por “rádio de Lucílio”, mudou totalmente de postura e de ideologia após a eleição do doutor.

Hoje, a orientação do chefe-mor nos bastidores da emissora é que seja oferecida atenção especial a equipe do prefeito oferecendo todos os horários disponíveis da grade de programação de entrevistas aos seus auxiliares.

A minha fonte, que conhece muito bem o regime ditatorial como é dirigida a emissora, a mão de ferro, diz que esse procedimento não chega a surpreender, já que a linha editorial da rádio sempre foi baseada no poder do momento.

A tática do chefe-mor para atrair a simpatia dos eleitos é simples, para não dizer cínica, sorriso largo, e a história de uma rádio fundada pela sociedade assuense para servir a comunidade dando voz e independência a todos.

Essa orientação de postura da rádio de Lucílio se estende a todos os governantes da região que são agraciados pelo beneplácito do dono da mídia e caem no “canto de sereia”, chegando até a desconsiderar as emissoras co-irmãs, que não recebem o mesmo privilegio dos detentores do poder.

Como a mutação é uma pratica usual de determinadas pessoas, fica aqui uma lembrança aos interessados. 2018 é ano eleitoral e a roda-gigante continua girando.

José Regis de Souza

REGIStrando

Publicidade:

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJÁ ENTREGA 28 TÍTULOS DE POSSE AOS AGRICULTORES DO MUNICÍPIO

a1

a3

a4

a5

a6

a7

a8

O Prefeito Alaor Pessoa, Secretaria de Agricultura, Umbelina Lopes em parceria com o DNOCS o senhor David Lopes chefe da comissão, entregaram nesse dia 05 na câmara dos vereadores  28 autorizações remunerada de uso, ou seja, a regularização do terreno do agricultor que esta como posse na área de montante da Barragem Engenheiro Armando Ribeiro Gonçalves em Itajá. Todos de acordo com a resolução 03 do DNOCS.

Desde já o agradecemos aos agricultores presentes e vereadores que fizeram parte deste momento tão esperado por todos.

Secretaria de comunicação de Itajá

Publicidade:

LUIZINHO CAVALCANTE NO REGISTRANDO DESTE SÁBADO NA NOVA 89 FM ASSÚ E RÁDIO SALINAS FM 95,5 MACAU

luizinho cavalcante (2)

O ex-prefeito de Carnaubais Luizinho Cavalcante estará neste sábado (06) no programa REGIStrando que  vai ao ar a partir das 11h na NOVA 89 FM em cadeia com a Rádio Salinas FM 95,5 de Macau.

O tema principal que será abordado por Luizinho, idealizador e mentor do Iº Fórum Social e Sustentável do Vale do Açu, será o sucesso obtido da programação exitosa realizada na manhã desta sexta-feira que contou com a participação de Sindicalistas, associativistas, cooperativistas, colonias de pescadores, CDLs, vereadores,  prefeitos, secretários  e deputados.

REGIStrando

Publicidade:
Centro Odontológico Eudson

ASSÚ: Folha salarial de abril do funcionalismo municipal terá complementação neste sábado

FOLHA

A Prefeitura Municipal do Assú finaliza neste sábado, dia 6, a folha de pagamento dos servidores públicos correspondente ao mês de abril. O anúncio foi feito pela secretária de Finanças, Ceiça Bezerra (foto). O crédito bancário está sendo realizado nesta sexta-feira, dia 5, e os recursos estarão disponibilizados no sábado. O desembolso foi iniciado dentro do mês de referência (28 de abril) e, no primeiro dia, atendeu 86% dos servidores e significou 65% do valor global da folha funcional.

Neste sábado o descontingenciamento financeiro atenderá ao pessoal da Secretaria de Educação e Cultura perfilado aos 60% (Ensino Fundamental) do FUNDEB; trabalhadores da área administrativa e do quadro de Média e Alta complexidade (PSF) da Secretaria de Saúde; e, o efetivo da Secretaria de Governo. A secretária Ceiça Bezerra registrou que a administração permanece focada na orientação do prefeito Gustavo Soares de resgatar a pontualidade do pagamento salarial. “Na área econômico-financeira esta é a prioridade número um”, disse.

Foto: Alex Silva/Assessoria

Prefeitura Municipal do Assú

Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:
Assembleia Doe Órgãos

GEORGE SOARES PARTICIPA DO I FÓRUM SOCIAL E SUSTENTÁVEL DO VALE DO AÇU

forum1

forum2

Na manhã dessa sexta-feira​, 05, aconteceu na cidade de Macau, o I Fórum Social e Sustentável do Vale do Açu para discutir diversos assuntos relevantes para a região.

O deputado estadual George Soares (PR) participou do evento, ao lado do prefeito do Assú, Gustavo Soares, prefeito de Macau, Túlio Lemos, prefeito de São Rafael, Reno Marinho, autoridades e do organizador do Fórum, o ex-prefeito de Carnaubais, Luizinho Cavalcante.

“É muito significativo debater a nossa região e nosso mandato está atento as discussões realizadas para levantarmos demanda e realizarmos mais ações no Vale”, disse George Soares.

Entre os palestrantes do fórum esteve o ex-prefeito do Assú, ex deputado e ex-secretário de estado, Ronaldo Soares.

REGIStrando

Publicidade:
Leila cabeleileira

Alunos da rede pública se beneficiam de palestra com dicas para o Enem

REU1

REU2

A atividade parlamentar dos deputados estaduais no Rio Grande do Norte continua batendo recorde. No primeiro semestre de 2016, aos números do trabalho das comissões, do plenário e dos requerimentos da 61ª Legislatura evidenciam que os parlamentares estão atentos aos anseios da sociedade. Do dia 2 de fevereiro – quando iniciaram os trabalhos do semestre até agora – os parlamentares já registraram 1.409 atos legislativos.

“O balanço que fazemos do primeiro semestre deste ano é o melhor possível. A nossa missão é, acima de tudo, defender os interesses do Rio Grande do Norte. Por isso, a Casa tem números surpreendentes quando o assunto é trabalho, mostrando que os deputados estão cada dia mais atuantes na Assembleia”, disse o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB).

Segundo o balanço da Secretaria Legislativa, 1.243 requerimentos com solicitações de benefícios para a população foram registrados. Os parlamentares apresentaram ainda 113 Projetos de Leis Ordinárias, 18 Projetos de Leis Complementares, 18 Projetos de Resolução e 1 Projeto de Emenda à Constituição (PEC).

De acordo com o balanço apresentado, 43 projetos foram avaliados pelos deputados nas comissões permanentes e aprovados em plenário. Os projetos foram promulgados e se transformaram em Lei, como é o caso da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) que recebeu 5 emendas do Parlamento.

Outro dado relevante do trabalho da Assembleia Legislativa é o número de audiências Públicas promovidas pela Casa. No primeiro semestre, 18 audiências debateram temas importantes como a Microcefalia, o endividamento do Governo e prefeituras com empresas terceirizadas, a cardiopatia congênita, a cultura do estupro contra mulheres e a situação das UTIs infantis. Nessa última, a solução veio dos próprios deputados com a destinação de emendas individuais somando quase R$ 3 milhões para a criação de novas vagas de leitos de UTIs.

Escola da Assembleia abre segunda turma de iniciação musical para crianças

ES1

ES2

Considerando a importância que a música tem para as crianças desde os primeiros anos de vida, quando ocorre o desenvolvimento de determinadas capacidades artísticas, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, por meio da Escola da Assembleia, volta a oferecer o curso de iniciação à música para crianças entre 3 e 7 anos. As aulas começam no dia 20 de maio, sábado, das 8h às 10h, na sede da Escola do Poder Legislativo.

“Esse curso, oferecido às crianças de 3 a 7 anos, evidencia o foco na educação com o fortalecimento da cultura potiguar, enraizado na Escola da Assembleia”, destaca o diretor da Escola, Carlos Russo.

O professor Carlos Alberto de Freitas, mais conhecido como Carlos Zens, utilizará a linguagem da música, com vários instrumentos e elementos de efeitos visuais, como desenhos sobre percepções sonoras, proporcionando uma interação com a criança pelo lado lúdico e uma viagem rica de detalhes e informações dentro da diversidade brasileira em suas origens e matrizes étnicas.

“Dentro da metodologia, vamos aplicar a percepção e apreciação de forma lúdica onde as crianças possam desenvolver as criatividades espacial e sonora, motivação, coragem e gosto para a música como parte fundamental no desenvolvimento integral da criança a cada encontro”, explica o músico.

As aulas pretendem, ainda, contribuir para o desenvolvimento do pensamento criativo da criança, utilizando a instrumentação do: canto, flauta (sopros e apitos, pássaros), violão, percussão, efeitos de vento, água, chuva, rio, pássaros, estrela, folhas, e com peças musicais infantis do cancioneiro potiguar brasileiro. Além de trabalhar a sensibilização, percepção, o ato de apreciar o que se vê, o ouvir, sentir, expressões vocais e corporais, movimentos unilaterais (descobrindo o espaço da sala) e desenhos sobre suas percepções.

Mais

Os interessados podem se dirigir à Escola da Assembleia, localizada à Rua Açu, 426, Tirol. As matrículas serão feitas das 8h às 15h. Mais informações: www.al.rn.gov.br/escola ou no 3232-1001.

Desafios socioambientais do litoral potiguar são debatidos em audiência

A Assembleia Legislativa debateu na manhã desta sexta-feira (5), em audiência pública de iniciativa do deputado Fernando Mineiro (PT), os principais conflitos socioambientais vivenciados no litoral potiguar, de acordo com a Rede MangueMar. Os pontos de discussão abordados hoje foram construídos durante o I Encontro da Rede MangueMar (I ERMMEL), promovido no mês de março, em Parnamirim.

“Buscamos debater na audiência os desafios socioambientais que ocorrem no litoral do Rio Grande do Norte. É uma oportunidade para reunir a sociedade civil e o poder público em torno dessa questão e assim avançar para a construção de ações eficazes em favor do desenvolvimento sustentável do Estado”, disse Mineiro.

A coordenadora da Ong Oceânica, Ligia Rocha, explicou que os desafios socioambientais da costa do RN, identificados durante o I ERMMEL, estão indicados em um documento direcionado às instituições e órgãos públicos responsáveis pelo monitoramento e fiscalização do litoral estadual. “Como resultado do encontro, decidimos elaborar uma Carta Aberta solicitando aos gestores públicos atenção e comprometimento com esses conflitos socioambientais vivenciados na costa potiguar”, disse ela.

O documento lista oito pontos primordiais, os quais foram apresentados durante o debate. O primeiro deles aborda o Rio Potengi e faz referência ao acidente ambiental ocorrido em 2007, alertando para a ausência de julgamento dos responsáveis e de ressarcimento às comunidades ribeirinhas, bem como para a falta de fiscalização ambiental às empresas dedetizadoras.

A falta de fiscalização às fazendas de carcinicultura e recuperação da área de manguezal que ocupam, é outro desafio apontado pela Carta. O documento defende a retirada dos viveiros de camarão instalados em mangues. Segundo ele, a atividade impacta diretamente nas áreas estuarinas do RN, comprometendo tanto os ecossistemas quanto a qualidade de vida dos pescadores e comunidades ribeirinhas.

O documento reivindica também a regulamentação das Zonas de Proteção Ambiental de Natal (ZPAs), sobretudo a ZPA 8, onde está prevista a construção de duas Estações de Esgotos da Caern, na região de Salinas e Guarapes. De acordo com a Carta, é necessário ampliar o estudo técnico sobre a área a fim de se verificar se ela possui condições ambientais necessárias para receber os equipamentos, além de discutir os impactos sociais, ambientais, culturais e econômicos gerados.

Outra questão levantada pelo relatório trata sobre o Rio Pirangi e suas áreas de influência, como a praia e o mar. A Rede MangueMar destaca a necessidade de ações integradas para discutir o uso e monitoramento do estuário e região. A ausência de estudos para disciplinar o uso e ocupação das bacias do Rio Apodi-Mossoró e Piranhas-Assu, no litoral setentrional, também consta na lista de reinvindicações da Rede, que reclama ainda pela conclusão dos estudos para a criação da Área de Proteção Ambiental das Dunas do Rosado, visando assegurar a preservação da área e solucionar conflitos territoriais existentes.

O penúltimo ponto de conflito indicado pela Carta Aberta trata sobre a necessidade de ordenamento do espaço marinho da pesca artesanal, lazer e turismo. Com base no documento, é preciso regulamentar os espaços para que não haja conflitos entre pescadores, banhistas, veranistas e empresários nas praias potiguares.

Por fim, o relatório cobra maior atenção à saúde dos pescadores. O documento alega que várias doenças decorrentes da atividade não são reconhecidas pelo sistema básico de saúde, assim como os centros de referência de saúde do trabalhador não orientam a classe quanto aos seus direitos e como acessá-los. Para isso, a Rede defende a distribuição de Equipamentos Pessoais de Segurança (EPIs), o reconhecimento das doenças relativas ao trabalho da pesca pelo sistema básico de saúde, a implantação do Dia do Pescador em postos de saúde, permitindo prioridade de atendimento à categoria, entre outras ações.

Representantes do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Econômico e Meio Ambiente do RN (IDEMA), Companhia de Águas e Esgotos (Caern) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) se fizeram presentes ao debate para prestar esclarecimentos sobre alguns pontos levantados pelo relatório.

A assessora técnica do IDEMA, Ana Marcelino Teixeira, informou que as questões levantadas serão levadas ao conhecimento do órgão para que sejam discutidas e tomadas as medidas necessárias. “A zona costeira é o espaço que considero de maior conflito no território brasileiro. São muitas as ações que precisam ser desenvolvidas e articuladas. Precisamos agir em parceria com diversos órgãos e, sobretudo, com a sociedade, salientando ainda que, por vezes, muitas das decisões dependem de decisões políticas”, observa a técnica.

Na oportunidade, o engenheiro Paulo Eduardo Cunha, coordenador de obras especiais da Caern, explanou sobre a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário de Natal e destacou a atuação do órgão quando da implantação de estações de esgotos. “A instalação das estações de tratamento de esgoto seguem estudos técnicos que observam minuciosamente as questões ambientais para que, quando em operação, não causem impactos e, dessa forma, permitam a recuperação dos nossos estuários”, explica Paulo Eduardo.

A analista ambiental do IBAMA, Juliana Ramos, reforçou a necessidade de denúncias ao IBAMA e participação da sociedade para a resolução de conflitos ambientais. “A população deve fazer uso de todos os fóruns em que é prevista a participação popular. Isso fortalece e facilita a valorização desses aspectos”, comentou.

As questões ambientais que envolvem o Rio Potengi foi um dos temas que pautou a participação popular no debate. Representando a classe pesqueira, a presidente da Colônia de Pescadores de Natal, Rosângela Silva, lamentou a falta de informações e ações em favor dos pescadores do Rio Potengi. “Já são 10 anos que a gente tenta obter as respostas que os pescadores realmente precisam”, falou ela pedindo também para que a Caern repense a instalação das estações de tratamento previstas para a região de Salinas e Guarapes. “Só tende a prejudicar nossa classe”, concluiu.

Rede MangueMar

A Rede MangueMar Brasil é uma articulação que envolve movimentos de pescadores, ONGs, pastorais sociais e pesquisadores que lutam pela sustentabilidade socioambiental da Zona Costeira Brasileira.

O processo de constituição da Rede teve início em 2007, quando diferentes entes começaram a trabalhar em rede para responder à necessidade de lutar por políticas públicas voltadas especificamente para a Zona Costeira, se configurando como uma articulação nacional empenhada na construção de alternativas sustentáveis que combatam a vulnerabilidade das populações tradicionais.

ALRN

Publicidade: