Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

PERIGOS DA REABERTURA: Retorno de alunos às aulas deverá colocar 9,3 milhões de pessoas com problemas de saúde em risco, diz Fiocruz

 Foto: Athit Perawongmetha/Reuters

O retorno dos alunos às aulas deverá colocar em risco 9,3 milhões de idosos e adultos (4,4% da população do país) com problemas de saúde e comorbidades, de acordo com pesquisa da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) que conta com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O grupo têm chance de pegar a Covid-19 por viver na mesma casa que crianças e adolescentes em idade escolar. No início de julho, o Ministério da Educação (MEC) divulgou as diretrizes para a retomada das aulas presenciais. Até esta terça-feira (21), pelo menos nove estados e o Distrito Federal já discutiam o retorno da rede pública nos próximos dois meses, de acordo com levantamento do G1.

Segundo a Fiocruz, o estado de São Paulo é o que tem a maior quantidade de adultos e idosos que poderão se arriscar com a volta às aulas: cerca de 2,1 milhões de pessoas. Em seguida: Minas Gerais, com 1 milhão; Rio de Janeiro, com 600 mil; e Bahia, com 570 mil. Por outro lado, o Rio Grande do Norte é o que tem a maior porcentagem da população na situação: 6,1% do total.

Grupos incluídos na pesquisa

Os pesquisadores do Instituto de Comunicação e Informação em Saúde da Fiocruz analisaram os dados dos adultos com idade entre 18 e 59 anos com diabetes, doenças do coração ou do pulmão e dos idosos (com 60 anos ou mais). Eles levaram em conta apenas aqueles que moram junto com crianças e adolescentes de 3 a 17 anos, ou seja, em idade escolar.

G1

Publicidade:
Campanha Criança Disk 100

Senado aprova MP que concede auxílio emergencial a artistas

O Senado aprovou hoje (22) a Medida Provisória (MP) 986/2020, que define as regras de repasse da verba de apoio ao setor cultural, conforme previsto pela Lei Aldir Blanc, sancionada em junho. A MP também estabelece prazo de 120 dias para estados e o Distrito Federal devolverem à União recursos não usados do auxílio emergencial ao setor cultural devido à pandemia de covid-19.

O texto foi alterado pelo relator no Senado, Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), e, por isso, volta à Câmara para nova apreciação. Entre as alterações está a inclusão de um dispositivo que remete a verba não utilizada no prazo para os fundos estaduais de cultura. Outra emenda acatada pelo relator traz a obrigação de estados e municípios, além do DF, de apresentarem a lista beneficiados pelos repasses.

A MP reafirma que a aplicação dos recursos está limitada aos R$ 3 bilhões liberados pela União. Caso municípios, estados e Distrito Federal queiram aumentar os valores, deverão fazer a complementação com recursos próprios.

A Lei Aldir Blanc prevê o pagamento de três parcelas de um auxílio emergencial de R$ 600 mensais para os trabalhadores da área cultural, além de um subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas e organizações comunitárias. Esse subsídio mensal terá valor entre R$ 3 mil e R$ 10 mil, de acordo com critérios estabelecidos pelos gestores locais.

Trabalhadores do setor cultural, microempresas e empresas de pequeno porte também terão acesso a linhas de crédito específicas para fomento de atividades e aquisição de equipamentos e condições especiais para renegociação de débitos, oferecidas por instituições financeiras federais.

De acordo com a lei, poderão ser realizados editais, chamadas públicas e prêmios, entre outros artifícios, para a manutenção e o desenvolvimento de atividades de economia criativa e economia solidária, cursos, manifestações culturais, produções audiovisuais, bem como atividades artísticas e culturais que possam ser transmitidas pela internet ou por meio de plataformas digitais.

Agência Brasil

Publicidade:
Dra Isabela

RN chega a 45.184 casos confirmados de Covid-19 e 1.636 mortes pela doença

Foto: Ilustrativa

O Rio Grande do Norte chegou à marca de 45.184 casos confirmados do novo coronavírus desde o início da pandemia. Além disso, o estado soma 1.636 morte por Covid-19 durante este período. Os dados foram atualizados no boletim da doença da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) nesta quarta-feira (22).

O aumento nas últimas 24 horas foi de 917 novos casos confirmados e de 15 novos óbitos registrados. No boletim de terça-feira (21), o estado tinha 44.267 casos confirmados e 1.621 óbitos.
De acordo com o relatório desta quarta, o Rio Grande do Norte ainda 57.202 casos suspeitos e 69.857 descartados. Ao todo, 200 mortes estão sob investigação.

O número de recuperados da doença também subiu para 17.457 – 1.235 a mais que os 16.222 divulgados no boletim anterior.

Am relação às internações, 496 pessoas seguem internadas com Covid-19 no RN, sendo 340 na rede pública e 156 na rede privada. Em relação aos leitos críticos (semi intensivo e UTIs), a taxa de ocupação na rede pública é de 86,05% e na rede privada de 49%.

De acordo com o boletim, o RN já realizou 122.585 testes do novo coronavírus, sendo 53.984 RT-PCR e 68.601 testes sorológicos.

Números do coronavírus no RN

45.184 casos confirmados
1.636 mortes
17.457 confirmados recuperados
57.202 casos suspeitos
69.857 casos descartados

Por G1 RN

Publicidade:
Jack Barbie

Receita Federal lança atendimento virtual no Rio Grande do Norte

Imagem: Ilustração

A Receita Federal lançou nesta quarta-feira (22) um atendimento virtual no Rio Grande do Norte. O serviço de “chatbot” realiza um atendimento inteligente e é feito através do chat do aplicativo Telegram. Na busca, é necessário procurar pelo canal “ReceitaFederalOficial”.

O software simula uma conversação e tira as dúvidas de quem entrar em contato de forma rápida. Nesse espaço, as pessoas vão poder solicitar serviços relacionados ao CPF, enviando todas as informações e documentos exigidos para que a Receita Federal faça a análise e conclua o processo.

Neste primeiro momento, os serviços relacionados ao CPF que estarão disponíveis são: atualização e alteração de dados; regularização; segunda via; informação do número do CPF; consulta à situação cadastral; e consulta ausência de DIRPF (exercício omisso).

Segundo o órgão, essa medida reforça a necessidade de evitar que as pessoas se desloquem para algum posto, agência ou centro de atendimento da Receita Federal, de forma a proteger a saúde dos servidores e cidadãos em função da pandemia do coronavírus.

Por G1 RN

Publicidade:
Dra Isabela

ASSÚ: Município investe R$ 215 mil na compra de testes rápidos para diagnóstico da COVID-19

Salvaguardada pela legislação excepcional que permite a realização de ações sem necessidade de processo licitatório para atividades cujo fim seja a prevenção e combate ao coronavírus e em defesa da saúde da população, a Prefeitura do Assú está realizando um investimento com tal característica no valor total de R$ 215 mil na contratação da empresa Sinergia Médica Comércio de Artigos Médicos e Ortopédicos Ltda. O extrato da Dispensa de Licitação referente ao citado contrato, firmado no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde, assinado pelo prefeito Gustavo Montenegro Soares, teve divulgação nesta segunda-feira, dia 20, no Diário Oficial do Município.

Conforme a publicação, o objeto do contrato é a aquisição de 2.500 (dois mil e quinhentos) kits de testes rápidos para diagnóstico da COVID-19. A providência se observa em caráter de urgência para o enfrentamento da emergência de saúde pública em consequência da pandemia mundial, com respaldo na Lei nº Lei 13.979, de 06 de fevereiro de 2020; e, no Decreto Municipal nº 021, de 1º de abril de 2020. Os testes rápidos são produtos para diagnóstico de uso “in vitro” e podem identificar anticorpos, ou seja, uma resposta do organismo quando este teve contato com o vírus, recentemente (IgM) ou previamente (IgG), dentre outros propósitos.

Imagem: Assessoria

Prefeitura Municipal do Assú
Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:

Governo do RN libera atividades presenciais religiosas a partir do dia 29

Imagem: Ilustração

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, anunciou para o próximo dia 29 a retomada das atividades presenciais religiosas no estado. A medida foi confirmada durante videoconferência realizada na tarde desta quarta-feira (22), com a participação de representantes de instituições religiosas e da Assembleia Legislativa.

Até o dia 29, o governo vai publicar portaria no Diário Oficial do Estado tratando da regulamentação da realização de cultos presenciais em locais abertos, sem uso de ar-condicionado, para um público de até 100 pessoas, ampliando a publicação anterior que estabeleceu o funcionamento de igrejas, templos, espaços religiosos e estabelecimentos similares conforme recomendações sanitárias. O acesso aos templos para orações individuais, com distanciamento mínimo entre os frequentadores para evitar aglomerações, já era permitido.

Fátima Bezerra ressaltou a necessidade da adoção de todos os protocolos sanitários essenciais para uma retomada segura para toda a população. “Entendemos completamente o desejo do disciplinamento da atividade que, sobretudo durante a atual pandemia, é algo de grande importância. Importante pontuar que a pandemia não acabou ainda, a Covid não foi vencida. Como não temos a vacina, a vacina é o respeito às avaliações e aos protocolos recomendados pelo Comitê Científico Estadual”, falou a governadora.

O secretário chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, destacou que só em uma segunda fase será possível pensar em um público superior a 100 pessoas, mas limitado a uma pessoa a cada 5m². “A cada semana fazemos uma avaliação da pandemia no RN com o Comitê para a tomada de decisões”, disse.

Para atender ao público considerado do grupo de risco, seja pela faixa etária ou com alguma comorbidade, o representante da Arquidiocese de Natal informou que as missas continuarão sendo transmitidas pela internet em diversas paróquias do estado.

Por G1 RN — Natal

Publicidade:

ASSÚ: Nova licitação para aquisição de kits de cestas básicas acontecerá dia 30 deste mês

A aquisição emergencial de kits na modalidade de cestas básicas que objetivam contemplar a faixa populacional do Assú mais afetada socialmente pelos gargalos gerados pela pandemia do coronavírus será objeto de nova licitação pública na esfera da Prefeitura Municipal. O Pregão Eletrônico nº 014/2020, está marcado para 9 da manhã do dia 30 de julho, quinta-feira da próxima semana, segundo aviso publicado pela CPL na edição de sexta-feira, 17 de julho, do Diário Oficial do Município. O certame licitatório objetiva a compra de 1.000 (mil) unidades e atenderá demanda no âmbito da Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho, Cidadania e Habitação.

O secretário Carlos Júnior explica que esta nova compra de gêneros alimentares de primeira necessidade se observa com uso de recursos oriundos da União e complementação do município. Além das 12 mil cestas já licitadas e que se voltam para famílias vulneráveis favorecidas pelo programa Bolsa Família, adquiridas com dinheiro da arrecadação própria da Prefeitura e emendas impositivas dos vereadores – cuja segunda etapa se observará em agosto –, esta nova compra de insumos alimentícios será direcionada para 123 famílias de menores portadores de deficiência assistidos pela APAE-Assú, com fundamentação na Portaria nº 369/2020 do Ministério da Cidadania, dentro das ações emergenciais por conta da COVID-19.

Imagem: Assessoria

Prefeitura Municipal do Assú
Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:
Assembleia Doe Órgãos

CAERN: Abastecimento de Currais Novos será retomado nesta quinta-feira (23)

O abastecimento da cidade de Currais Novos será retomado na quinta-feira (23), no final da tarde. A equipe da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) teve dificuldade em identificar o vazamento, em rede de água, que precisa ser reparado na avenida Presidente Kennedy.

A existência de duas redes paralelas, no trecho em serviço, obrigou a equipe a adiar a conclusão do reparo. Será necessário fazer a vistoria nos dois trechos de rede de grande diâmetro. Após religar o sistema, no final da tarde de quinta-feira (23), são necessárias 72 horas para total normalização do abastecimento.

Assessoria de Comunicação Social – ACS

Publicidade:
Assembleia Leg

Prefeitura do Assú lança ofensiva contra o Aedes aegypti com três carros fumacê

A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura do Assú iniciou nesta quarta-feira, dia 22, a aplicação de inseticida através do equipamento Ultra Baixo Volume – UBV pesado (carro fumacê), nas regiões urbanas e rurais, com o objetivo de intensificar a eliminação do mosquito Aedes aegypti. Segundo informação da secretária Lillian Fagundes, a providência atende reivindicação feita pelos habitantes e visa fortalecer o controle nas áreas que estão com estatística de infestação considerável de focos do inseto.

Os três veículos adaptados chegados ao município, solicitados pela Secretaria à 2ª Unidade Regional de Saúde Pública – URSAP, em Mossoró, irão trabalhar simultaneamente em quatro ciclos, ao longo de 15 dias, que compreenderão todo o município, para melhor cobertura de cada espaço territorial. Lillian Fagundes orienta à população que deixe as portas e janelas de suas residências abertas para maior circulação do produto químico no interior das casas, onde o agente transmissor da dengue e outras arboviroses habitualmente se abriga e se reproduz.

A borrifação peridomiciliar ocorrerá em dois horários: quatro e meia às sete da manhã; e, de quatro e meia da tarde às sete da noite. A secretária municipal de Saúde explicou que o uso do produto larvicida é uma ação complementar das demais iniciativas de enfrentamento às larvas do Aedes aegypti. Lillian Fagundes reiterou que toda a sociedade deve redobrar a atenção e cuidado, vistoriar os domicílios e imóveis em geral para eliminar objetos que possam acumular água e se desfazer de qualquer recipiente que possa servir de criadouro do invertebrado.

Imagem: Assessoria

Prefeitura Municipal do Assú
Secretaria de Comunicação e Ouvidoria

Publicidade:

Pendências: PREFEITURA realiza ações de combate e conscientização sobre o Aedes aegypti

A Prefeitura do município de Pendências através da Secretaria de Saúde, conforme a orientação do prefeito Flaudivan Martins “MDB” elaborou toda uma programação estratégica para reforçar ações de combate ao transmissor da dengue febre amarela e Chikungunya-‘Aedes aegypti’.

“A ideia é mobilizar todos os moradores para eliminar os criadouros do mosquito Aedes aegypti, orientar sobre os sintomas das arboviroses e alertar a população sobre a situação epidemiológica do município”, explica Ricardo Alves Secretario de saúde.

Hoje quarta-feira dia 22 de julho, com a participação de todos os agentes de endemias da cidade, foi realizado um mutirão de combate à dengue em Pendências de Cima, o secretário de saúde ressaltou que foi montada toda uma programação, onde abrange todo território municipal.

Os agentes orientam sobre os moradores realizarem pequenas ações como evitar acúmulo de água em pneus velhos e garrafas em geral, colocar telas nas caixas d’águas, areia nos vasos de plantas, realizar, periodicamente, e as limpezas de piscinas e calhas.

Além dos mutirões de limpeza, serão feitas ações integradas de fiscalização em estabelecimentos comerciais e imóveis residenciais e a coleta e destinação de materiais como pneus abandonados.

Blog Alex Silva

Postado por Iria Araujo

Publicidade:
Jack Barbie