Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

OPOSIÇÃO VAI APOSTAR EM UNIÃO E CHAPA “PURO SANGUE” NA UERN

UERN

A oposição na política institucional na Universidade do Estado do RN (UERN) converge para uma chapa única à Reitoria. O nome da professora Telma Gurgel chega a ser o consenso para cargo de reitor. Prego batido, ponta virada.

Seu vice será o professor William Coelho.

Uma exaustiva conversação convergiu para a chapa Telma-William, após surgirem diversos pré-candidatos que não prosperaram no amealhamento de apoios. A tendência é que esses ex-postulantes endossem os nomes de ambos a reitor e vice.

Quando começaram as primeiras articulações e movimentações no final de 2016, com vistas às eleições que vão acontecer no dia 22 de março deste ano, houve pulverização de pretendentes à disputa. Mas ninguém emergiu instantaneamente com força catalisadora e agregadora na oposição.

União

A professora Ana Dantas, Natal, que já concorrera à Reitoria em 2013; Ana Morais, de Mossoró; Gilton Sampaio, outro concorrente em 2013, originário de Pau dos Ferros, tinham pretensões. Citemos ainda os professores Lúcia Pessoa e Jaílson Santos, também do Campus de Pau dos Ferros, que surgiram nessas primeiras conversas.

O atual presidente da Associação dos Docentes da Uern (ADUERN), Lemuel Rodrigues, bem como os professores José Ronaldo, Valdomiro Morais e William Coelho – do Campus Central de Mossoró – estavam nesse mesmo espaço de debates.

Agora, com a proximidade da campanha-pleito, a missão oposicionista é conseguir algo inédito nas urnas: vencer as eleições com uma chapa “puro sangue”.

Os atuais reitor e vice da Uern são os professores Pedro Fernandes Neto e Aldo Gondim, que não devem concorrer à reeleição.

Blog do Carlos Santos

Publicidade:
Campanha Criança Disk 100