Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

O MEU RESPEITO AO DINOSSAURO MOR DO VALE DO AÇU: ALUIZIO LACERDA

A despeito de matéria publicada nesse blog, onde trata de relação blogueiro x político, vi uma postagem de Aluízio Lacerda onde o mesmo diferencia o que se faz pra defender ou atacar aliado ou adversário sem precisar abocanhar os culhões dos seus supostos clientes.

Na postagem intitulada ” O VALOR DE UM BLOGUEIRO ANTES E DEPOIS DE UMA CAMPANHA ELEITORAL”, generaliza o trato do profissional com o seu cliente, avaliando a postura de concepção do trabalho ao qual se dispõe a realizar.

Nada tenho contra aos que se dedicam de corpo, alma e coração e responsabilidade civil sobre os efeitos das suas publicações.

Fiz no texto uma ressalva aos poucos dinossauros ainda atuantes no vale do Açu, incluindo a minha convivência com a classe política.

Transcrevo na integra o que li no blog de Aluizio Lacerda, onde se refere a matéria que teve origem nesse site:

DIAGNÓSTICO DO MEU PERFIL DE TRABALHO: POR ALUÍZIO LACERDA

Apesar de sermos remunerados pelo trabalho que prestamos na difusão noticiosa de alguns próceres politicos no cenário partidário vigente – não escravizamos nossas opiniões pessoais, ficando atrelado á quem não desejamos.

Independente do cargo de quem quer que seja: governador, senador, deputado, prefeito, vereador etc e tal, tenho sempre um ponto referencial para trilhar ao seu lado: compromisso, responsabilidade e respeito.

Sem estes três fundamentais principios, nada me faz permanecer. Ganho dinheiro do contratante, sem deixar o dinheiro me ganhar.

Quando um destes parceiros achar que sou seu escravo, seu menino de recado ou marionete das suas vontades, mando ele as favas e vou ruminar meus préstimos á quem me merecer tal atenção, sem me preocupar com a remuneração a mim destinada.

Todavia, sei que blogueiro é como jogador de futebol: só recebe aplausos quando esta marcando  gol, artiheiro sem balançar as redes adversária só ganha vaia.

Nesta missão de defender os intereses de um mandatário, existe uma coisa em comum que precisamos conhecer: o elogio que tecemos á quem nos paga é subjetivo, em nada altera a relação de reconhecimento.

Não recebemos uma simples ligação telefônica agradecendo o que publicamos á seu favor.

O diferencial aparece na hora que estabelecemos qualquer crítica, até as construtivas servem de queixume.

Ai o tempo fecha, vem de imediato a insatisfação, no mínimo o ofendido nos pede uma explicação. Como conheço bem as metáforas de quem ostenta poder, pouco me preocupo e faço como se faz no amor: tudo é bom enquanto dura.

Quem pensar  que  somos valorizados pelo que estamos defendendo, é querer viver um tempo de ilusão.

Por isto suporto cada um da forma que eles me suportarem, sem que perdemos nossas opiniões criticas ou elogiosas.

Desta forma continuo no ataque e na defesa, sem tirar meu time de campo: SEM COMENTÁRIOS  E SEM ALIMENTAR ILUSÕES!!!

Postado por Aluizio Lacerda

Foi isso que publicou em seu blog o companheiro Aluizio Lacerda.

Sem restrições…

José Regis de Souza

REGIStrando

Publicidade: