Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Jornalista Paulo Macedo morre aos 88 anos

O jornalista Paulo Macedo morreu na tarde deste domingo. Na última quarta, Paulo sofreu um acidente doméstico e fraturou o fêmur. Depois de atendido no pronto socorro do Walfredo Gurgel, foi encaminhado para o Hospital Memorial, onde passou por uma cirurgia na manhã de sexta-feira. No hospital, foi diagnosticado com a Covid-19.

Leide Câmara, Primeira Secretária da ANRL divulgou uma nota de pesar “A Academia Norte-rio-grandense de Letras, com consternação dos seus membros, cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento do Acadêmico e Vice-Presidente da instituição, Jornalista Paulo Macedo, ocorrido hoje à tarde, no Hospital Memorial São Francisco, em Natal, vítima do Covid-19. Oportunamente serão informadas as homenagens fúnebres.”

Paulo Macedo era cearense e chegou ao RN no início dos anos 50, na cidade de Patu. Começou no jornal Folha da Tarde, com a inauguração da Rádio Nordeste, iniciou sua carreira de cronista social. Depois, levou sua coluna para a Tribuna do Norte. Em 1961 foi Chefe de Gabinete do prefeito Djalma Maranhão. Mudou-se para o Diário de Natal e especializou-se em jornalismo de automobilismo, produzindo uma página social. Em 1963 fez vestibular na Faculdade de Jornalismo Eloy de Souza e formou-se com a primeira turma em 1966, antes de sua federalização. Na televisão, ficou marcado com o programa Sala Vip, que apresentou por mais de 25 anos na TV Ponta Negra, afiliada do SBT no Rio Grande do Norte.

Agora RN

Publicidade: