Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Estande conta história e iniciativa inclusiva da Assembleia em evento das Apaes

A história da Assembleia Legislativa e o seu pioneirismo em iniciativas de inclusão social são destaques no 26º Congresso Nacional das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), aberto ontem (8) e com programação até esta sexta-feira (10), no Centro de Convenções de Natal. O estande organizado pelo Memorial do Legislativo Potiguar recebe os congressistas com informações sobre o programa de inclusão e parte do acervo permanente da Casa.

“Por meio dos painéis que retratam as fachadas do legislativo estadual, contamos a história da Assembleia e também do Rio Grande do Norte, destacando o ineditismo potiguar em diversas áreas, como por exemplo a inclusão de pessoas com Síndrome de Down”, explica o historiador Plínio Sanderson, que integra o quadro funcional do Memorial.

Além da linha do tempo da Assembleia, o estande conta ainda com painel sobre a vida e a obra do folclorista Luís da Câmara Cascudo, que foi deputado estadual por três dias na década de 1930. Expositores com objetos de ex-parlamentares também estão no espaço, como a espada de Rafael Godeiro, quando o ex-deputado era intendente do município de Patu.

Para a presidente da Federação Nacional das Associações (Fenapaes), Aracy Lêdo, a iniciativa da Assembleia de assegurar a presença profissional de pessoas com deficiência na Casa é louvável e serve de exemplo. “Trata-se de uma demonstração de respeito à dignidade dessas pessoas, que faz com que outros órgãos públicos tenham a mesma postura”, acredita ela. O evento reúne 3.000 pessoas de todos os estados do Brasil.

Vivaldo Costa alerta para importância de diagnóstico precoce do câncer de próstata

O Novembro Azul, campanha dedicada à prevenção do câncer de próstata, pautou o pronunciamento do deputado Vivaldo Costa (PROS) durante sessão plenária desta quinta-feira (9), na Assembleia Legislativa. O parlamentar chamou a atenção para a importância do diagnóstico e tratamento precoces da doença.

“Sabemos que de um modo geral o câncer tem cura. Essa é uma informação que precisa ser amplamente divulgada, pois as pessoas tendem a abdicar dos tratamentos por acreditarem que não há salvação. Atualmente, 95% das pessoas são curadas e é preciso estar alerta aos sinais da doença, que no caso do câncer de próstata são, principalmente, de ordem urinária”, disse Vivaldo acrescentando que um médico deve ser consultado diante de qualquer alteração na urina. “O tratamento precoce aumenta a possibilidade de cura”.

Na oportunidade, o deputado sugeriu ao Executivo Estadual a capacitação dos médicos do programa Saúde da Família para que se tornem aptos a realizar os exames. “O toque prostático é imprescindível para o diagnóstico da doença. Qualquer médico generalista, com o mínimo de capacitação, consegue proceder esse exame para atender o homem da periferia e do interior do Estado que não possuem condições para se deslocar à capital e arcar com consultas particulares”, defende ele.

Carlos Augusto diz que faltou apoio do Governo a evento nacional das APAES

Durante pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (9), o deputado Carlos Augusto Maia (PSD) fez críticas ao governo estadual pela falta de apoio ao 26º Congresso Nacional das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes), que está sendo realizado em Natal. O evento (8 a 10/11) acontece no Centro de Convenções e o parlamentar disse que não houve incentivo algum.

“O Governo não compareceu ao evento e não incentivou com a cessão do espaço, pois recebi a informação de que os organizadores precisaram pagar pela locação do Centro de Convenções”, afirmou o parlamentar.

Carlos Augusto disse que o Estado tem falhado, pois não estava presente nem firmou parceria com instituições que desenvolvem um importante trabalho no Rio Grande do Norte e no Brasil.

O deputado também afirmou que pretende cobrar informações sobre os eventos realizados no local nos últimos cinco anos, com relação ao valor cobrado e se houve ou não dispensa da taxa. “Esse é um evento bonito, importante e que está divulgando a imagem do nosso Estado”, disse Carlos Augusto.

Em aparte, o deputado Jacó Jácome (PSD) também defendeu a importância do evento e do trabalho da instituição.

ALRN

Publicidade:
Senhorinha