Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Eleições de 2020 serão adiadas e votação pode ter novas regras para evitar contágio pela Covid-19

As eleições que definirão os prefeitos e vereadores que vão governar os municípios brasileiros entre 2021 e 2024 devem ser adiadas e seguir novas regras para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Tradicionalmente realizado em outubro, o pleito neste ano deve ocorrer entre 15 de novembro e 20 de dezembro, mas a data ainda será definida pelo Congresso Nacional.

Nesta terça-feira (16), representante do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Câmara federal, Senado e especialistas em saúde se reuniram para discutir os rumos das eleições e chegaram ao consenso que é preciso adiar o pleito em algumas semanas. No entanto, os participantes do encontro concluíram que a votação deve ocorrer ainda este ano.

Além do adiamento, os parlamentares e especialistas listaram várias medidas que seriam necessárias para garantir a segurança dos eleitores. Entre as sugestões, há a possibilidade de horários estendidos para a votação, definição de horários específicos para população vulnerável, treinamento e simulação sobre medidas de higiene para todos que vão trabalhar e aumento dos locais de votação para evitar aglomerações.

Presidente do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso declarou que o ideal é que a definição da nova data das eleições seja feita até 30 de junho. Ele ainda falou da possibilidade de criação de uma cartilha de orientação para eleitores e mesários sobre como se comportar no dia da votação.

“Esse foi um encontro interessante entre ciência, direito e política com a proposta de encontrarmos a melhor solução para o país”, definiu Barroso. “Ouvir a medicina e profissionais de saúde é fundamental”, acrescentou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre.

Hoje em Dia

Postado por Iria Araujo

Publicidade: