Loading Player...


Você está ouvindo uma transmissão ao vivo ...
OUÇA EM OUTROS DISPOSITIVOS:
OR Choose your mobile to Tune-In

Bombeiros e especialistas analisam estrutura da Catedral de Notre-Dame

Após controlar o fogo que destruiu parte da Catedral de Notre-Dame, em Paris, equipes de bombeiros analisam nesta terça-feira (16) o impacto das chamas na estrutura do imóvel.

“O perigo do fogo está descartado, mas se desconhece como resistirá a estrutura”, disse o secretário do Ministério do Interior, Laurent Nuñez. “Especialistas vão se reunir para investigar o caso” acrescentou.
Nuñez explicou que o objetivo agora é saber se a estrutura oferece suficiente estabilidade.

Ainda havia pequenos focos de incêndio nesta manhã, mas bombeiros garantiram que não há mais perigo de as chamas voltarem a crescer. “O fogo está completamente controlado e parcialmente sufocado. Restam alguns focos residuais”, afirmou Gabriel Plus, porta-voz dos bombeiros de Paris.

O incêndio causou grandes danos à catedral. Segundo Plus, “todo o telhado foi destruído, toda a armação foi destruída, parte da abóbada caiu e a flecha (ponto mais alto) já não existe mais”.

O presidente francês, Emmanuel Macron, prometeu “reconstruir” a catedral. “Nós vamos reconstruir essa catedral, todos juntos. Uma campanha nacional vai ser lançada, e para além das nossas fronteiras. Nós faremos um chamado aos maiores talentos, que serão muitos e virão para reconstruir nossa Notre-Dame.”

O incêndio começou por volta das 18h50 locais (13h50 de Brasília) na parte superior da catedral e se propagou rapidamente para o telhado.

O fogo queimou o teto de madeira de mais de cem metros de comprimento, conhecido como “a floresta”, pelo grande número de vigas utilizadas para instalá-lo.

Os bombeiros afirmam que o incêndio pode estar ligado às obras. Uma investigação foi aberta.

Cerca de 400 bombeiros trabalham no combate às chamas.

A prefeitura de Paris pôs em andamento uma operação para salvar todas as obras de arte. A coroa de espinhos e a túnica de São Luís, duas das relíquias mais importantes, estão resguardadas, segundo o monsenhor Patrick Chauvet, reitor da catedral.

Restaurar o edifício levará “anos de obras”, avaliou o novo presidente da Conferência Episcopal francesa, Eric de Moulins-Beaufort.

À noite, o magnata francês François-Henri Pinault, cuja família é proprietária de um conglomerado de marcas de luxo, anunciou que vai doar 100 milhões de euros para a restauração da catedral. “Meu pai (François Pinault) e eu decidimos desbloquear (…) uma quantia de 100 milhões de euros para participar da reconstrução completa de Notre Dame”, declarou François-Henri Pinault.

O templo, que recebe quase 13 milhões de visitantes por ano. Situada na pequena ilha chamada Île de la Cité, em Paris, a catedral fica rodeada pelas águas do rio Sena. Não é a igreja mais antiga, nem a maior ou a mais alta do mundo, mas certamente é uma das mais famosas.

Por G1

Publicidade:
Campanha Criança Disk 100